Controle de Estoque: o que é e como implementar no ISP

Controle de Estoque: o que é e como implementar no ISP

Gestão de suprimentos, de estoque ou de materiais. Embora os termos variem em cada empresa, todas se referem a um processo rotineiro e fundamental dentro de um Provedor de Internet: o controle de estoque.

A gestão de estoque envolve todo o processo de um ativo dentro da empresa, do planejamento à utilização na operação. Quando, em todas as etapas são aplicadas boas práticas de gestão, fica garantida a efetividade da operação.  

 

Gestão de Estoque: Planejamento > Cotação > Aprovação > Compra > Recebimento > Operação

O estoque, muitas vezes, é deixado em segundo plano nas empresas, mas é nele onde está grande parte do investimento financeiro de um negócio. Fazer a gestão e o controle do estoque é garantir mais rentabilidade, menos desperdício e maior satisfação do cliente

Mas, como podemos ver os resultados na prática?

Vamos pensar no processo de ativação de um novo cliente. Nele, o controle de estoque prévio é uma etapa fundamental. Imagine que Joaquim acabou de contratar um plano de internet com o Provedor Web e solicitou a instalação. Para dar continuidade a operação, temos dois cenários:

 

  1. O provedor que trabalha com controle de estoque: consegue prever a necessidade de material para suprir a demanda e não faltar. Assim, o técnico está pronto para passar no estoque, retirar os materiais e realizar a instalação de Joaquim, cumprindo o SLA (prazo de atendimento) e garantindo a satisfação do cliente. 

 

  1. O provedor que não possui controle de estoque: precisará comprar os materiais necessários para a instalação de Joaquim. Para não atrasar ainda mais o processo, escolhe o fornecedor com a entrega mais rápida, pagando um preço mais alto. No final, Joaquim teve sua internet instalada em um prazo superior ao acordado, e o provedor gastou um valor a mais que o previsto. 

É fácil perceber qual dos cenários é mais vantajoso, certo? Quando todos os processos da gestão de estoque são seguidos, e possuem indicadores atrelados a cada etapa, é possível identificar gargalos e corrigir problemas, evitando o retrabalho e o desperdício de dinheiro. 

Há diversos benefícios atrelados ao controle de estoque, como: 

  • Redução de custos operacionais;
  • Aumento de receita;
  • Economia de tempo;
  • Qualidade do fornecedor;
  • Previsibilidade de prazos;
  • Diminuição de erros;
  • Padronização nos processos;
  • Satisfação do cliente.

Como implementar controle de estoque?

O primeiro passo é ter uma pessoa capacitada para gerenciar o estoque, ou como gostamos de chamar, o xerife do estoque. Este profissional será responsável por manter todos os objetos organizados, com a contagem correta, e dentro do prazo de validade – caso haja. Ele também é responsável por conduzir o processo de fechamento mensal de estoque e realizar o inventário, conforme frequência estabelecida.

Além disso, contar com uma ferramenta de gestão de estoque é fundamental, pois, através da ferramenta, o processo fica mais ágil e seguro. 

Com o ERPVoalle, ferramenta com a qual a EngConsult trabalha, é possível:

  • Fazer pedido de compras;
  • Dar entrada em notas fiscais;
  • Gerir patrimônios;
  • Realizar movimentações de entrada e saída;
  • Movimentar objetos entre filiais e Unidades de Negócio;
  • Gerenciar o estoque do técnico, com o aplicativo V-Tasks;

E muito mais! Se você busca um controle de estoque eficiente, conte com nossa assessoria!  

Dica bônus: o estoque organizado pode facilitar, inclusive, em um processo de venda ou aquisição. Isso porque, ao saber exatamente o valor investido em objetos e ativos imobilizados (como a infraestrutura física da empresa), o valor de venda do negócio pode ser calculado com mais precisão.